abertura oficial

Fantasia x realidadeO mundo real não trás a satisfação desejada, geralmente a verdade é feia e desagradável e em muitos casos, a vida cotidiana é cheia de desencantos e desencontros. A fantasia é o bálsamo do espírito, é o alivio e a descarga das tensões emocionais.

Poder viver essa fantasia, mesmo que por um curto período de tempo, é algo extraordinário e indescritível, idealizamos relacionamentos, superamos expectativas e encontramos soluções que o dia-a-dia não nos oferece, é o mundo perfeito, o êxtase da alma.

Esse mecanismo é um atraente modo de romancear a vida e a fantasia é fácil de ser compreendida. É extremamente saborosa e sedutora, é o canto da sereia.

O problema surge quando a fantasia se funde com a realidade, é hora em que não se consegue separar uma coisa da outra, é quando a fantasia de um não aceita a ausência da fantasia do outro, não aceita a realidade de que existe um descompasso nesse relacionamento.

É a incapacidade de separar aquilo que se propõe como um alívio para o espírito e fazendo desse momento onírico uma obsessão pelo objeto do desejo.

É quando não se compreende que mesmo fantasias têm seu começo, meio e às vezes, seu fim. É quando se coloca uma cortina de fumaça diante dos olhos para não ver as coisas como elas realmente são e passa-se a procurar culpados ou situações que justifiquem aquilo que nos magoa.

Lidar com essas questões é sempre algo complicado e desagradável, voltar à realidade não é tarefa simples, principalmente quando existem fortes laços emocionais. Fica sempre uma sensação de melancolia num relacionamento que outrora fora gratificante, mas que com o passar do tempo, devido às circunstâncias que nem sempre são controláveis, acaba por deixar um vácuo, um desgaste, uma sensação de que algo se perdeu no meio do caminho, levando finalmente a uma ruptura.

Fantasias nessa sub-cultura geralmente caminham pela entrega, amor, respeito e hierarquia. Quando se percebe que aquilo que era uma via de mão dupla deixou de corresponder às expectativas, vem o desconforto, a frustração, o desencanto e a inconformidade pelo sonho perdido.

Como nada na vida é definitivo, fantasias podem ser resgatadas, adaptadas ou transformadas. O importante nisso tudo é ter-se consciência de que para uma relação desse nível ter continuidade, a fantasia de ambos deve estar na mesma freqüência, sintonia e intensidade. Não existe satisfação plena se não houver reciprocidade de sentimentos, não há como trapacear as próprias emoções.

Dicas para TOP's

23 - Out - 2010

Como conseguir uma escrava?

in Top

by SENHOR VERDUGO

Existem muitas mulheres que tem a fantasia e o fetiche da servidão. O sadomasoquismo pode ser visto como um jogo, onde pessoas com as mesmas afinidades se encontram e vivenciam isso de forma saudável. Saudável no caso é o consensual,…

Dicas para bottoms

23 - Out - 2010

O que é um nick?

in Bottom

by SENHOR VERDUGO

Nick é um apelido, um pseudônimo para preservar o anonimato dos praticantes. Nem todas as pessoas querem ou podem ter seus nomes reais associados a comportamentos sexuais sadomasoquistas. Muitos têm origens medievais porque é a época da história que mais…

Dicas para Switchers

23 - Out - 2010

Como lidar com o preconceito no meio?

in Switcher

by SENHOR VERDUGO

Com indiferença. O preconceito nada mais é do que um mecanismo de censura. Você se incomodando com isso só estará fortalecendo a posição do preconceituoso. Dê de ombros e viva sua opção da melhor maneira possível.

Leia com ATENÇÃO!

24 - Nov - 2011

Onde encontrar parceiros para um primeiro encontro?

in Encontros

by FONTE: DESEJO SECRETO - traduzido e adaptado das obras de Gloria Brame e Alan R. Meltzer por Delmonica

Aqui no Portal SENHOR VERDUGO, sempre que ocorrem encontros reais, eu os divulgo na área My Dark Life. Outro local para você encontrar praticantes é no Chat do UOL na área sadomasoquismo. Infelizmente por lá existem muitos curiosos que apenas…