{tab Sobre mim}

ganonApresentando o apresentável

Primeiro o convite:
- GanoN gostaríamos que tivesse uma coluna no portal, aceita?
Não ouvi um terço da proposta e aceitei sem titubear, afinal Verdugo e Cris são queridos, respeitados por mim e bem vindos. O outro ponto é poder contribuir, ainda mais, para o meio. Algo que sempre fiz através do meu antigo (e já extinto) site, blogs e intervenções aqui e ali. Escrever é um prazer sem igual, um dom e um vício sem tamanho. Por que não usá-lo para outros?

Aí vem a porrada:
- Amigo, faz uma apresentação.
Putz! Complicou, mas quem mandou dizer que escrever era algo fácil? *sorriso*
Sentei várias vezes e nada de sair algo.
Inicialmente, o intuito era falar de mim, dizer que estou no SM desde muito cedo e no BDSM há alguns anos. Mas isso é venda pessoal e não cai bem colocar em algo sério. Até porque, BDSM é algo que está no sangue e, nem sempre, o tempo de prática de um pode ser mais que o instinto e natureza de outro.
Pensei em falar das práticas que aprecio, mas não poderia fazê-lo. Sou eclético, gosto de muitas coisas e as aplico de acordo com a disponibilidade da parceira e... sempre em um crescendo, logo, não teria muito o que falar.
Idade (45)? Altura (1,70)? Profissão (publicitário)? Um carioca que se perdeu em Sampa vão-se mais de 13 anos? Há, por favor! Esses dados são absolutamente dispensáveis, pois que isso parece currículo e não estou em busca de emprego no BDSM!

Mas o que falar de mim, então!?
Que sou Szir GanoN Bhòrgia Macebo y Nighres?
Dizer que o Z entre o Sir é para dizer que deixei de ser um Cavaleiro à serviço da Coroa Real para ser o próprio Czar? Tolice fantasiosa de um louco-são!
Dizer que o GanoN foi criado por mim, mas que depois de anos descobri que existia um monte por aí? Que o G e o N são maiúsculos para informar que começamos grandes, temos baixos, mas que morremos – sempre – grandes? Louco, né? Também acho.
Bhòrgia, em alusão ao cara que era amado ou odiado, pois que no meio sou assim? Por favor... Vai viajar em outro lugar, Dom!
Gente, é sério... Macebo é um cão africano selvagem, que mata com requintes de crueldade e não perdoa nem os seus. Aff que arrepiei...
Y Nighres? Sou pura África. Enquanto muitos orgulham-se em dizer que tem origem europeia, que descendem de nobres, eu me orgulho em dizer que venho da base, não tenho vergonha em assumir minha negritude e fazer dela algo tão comum que não é ela quem me embasa os atos, longe disso, ela é apenas a base. Só isso e isso tudo.

Mas ainda não eu não teria dito nada...
Precisava me apresentar, pois!
Queria muito dizer que fui o primeiro a criar um site com mais de duzentas perguntas e respostas sobre o meio e que criei termos usados até hoje como "submissa d'alma". Mas tudo isso é tolice, pois o meu intuito é contribuir, sempre, para o meio e não fazer com que meu nome entre para a história. Não mesmo.

Porra! Então o que dizer, caceta!? Preciso me apresentar!
Dizer que, pejorativamente, carrego o símbolo de Dyno só porque fiz o favor de, lá atrás, escrever sobre o meio e ser reconhecido por, em meus textos, dar argumentos para submissas "derrubarem" Dons? E ainda possibilitar vasto conhecimento para Dons que, até me lerem, não faziam ideia de por onde começar?
Já fui auto-denominado "O mendigo de si mesmo", mas isso ainda era nos tempos dos grupos de discussão. Algo remoto.
Já assinei meus textos com:
"O primeiro a ser o único;
O último a ser o primeiro;
Enfim o único!"
Mas isso era prepotência desmedida em um tempo em que Dominador era soberano. Hoje a senha mais comum é "pára viadinho" e eu não curto isso, não... Mudei.

Sinceramente, eu quero muito me apresentar e a única forma que vejo é sendo direto:
Senhores, Senhoras... Eu sou Szir GanoN Bhòrgia Macebo y Nighres!
*curvando-me* Muito prazer @}-'--,---

Szir GanoN

 

Adicionar comentário

Pessoas que já deixaram o seu comentário